quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Botas, ténis e sapateiros


Tenho pouca sorte, no que toca a sapateiros!

Faz dois anos no dia 18, dei por concluída uma  bela saga que durou vários meses. A aventura culminou com umas botas novas estragadas pelo sapateiro, com uma bela conta de umas palmilhas por reembolsar (que o sapateiro se recusou a pagar) e com o preenchimento do livro de reclamações.

Nunca tive feedback desta reclamação, mas o ar com que me entregaram o livro, já bastante preenchido, faz-me acreditar que a reclamação nunca chegou a ser encaminhada para a entidade responsável.

Esta semana, fui pôr uns ténis a arranjar a outro sítio... Resultado intercalar: o sapateiro não sabe dos ténis. Já lá fui duas vezes e o homem não os encontra... Volto lá mais tarde.

Porque é que uma coisa tão simples se torna sempre numa saga?

Sem comentários:

Enviar um comentário